leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Pequena...Ah, minha pequena...


Não sei bem como os dias estão a começar... e se estão começando. Parece simplesmente que eles terminam, e insistem em terminar, por mais que eu tente começar.
E eu te esperei... esperei como eu te esperava todos os dias, mas você não veio... seu sorriso não veio... seu cheiro... seu olhar... seu abraço... aaaah... seu doce abraço...
Esperei como uma criança espera um doce... um brinquedo... um presente... como quem ama espera a saudade e a vontade de se ver de novo... esperei sabendo que você não viria... mas esperei sabendo que você não virá mais...
E ao esperar por você veio a dor... a solidão... agonia.. um aperto no peito, vontade de gritar... gritei.. "PORRA CARALHO! POR QUE???" - mas a dor não foi... nem você veio...
Fico assim... sem saber se sinto... o que sinto... como sinto...
E mesmo sem querer... te espero... Para falar bobeiras... sentadas na cadeiras na varanda olhando a tarde se por... e o Sol ir...
Mas dessa vez, além do Sol, você se foi... e sei que não volta...sinto que não volta...
"Penso que seu pai tinha razão, foi melhor assim..." - disse ela não se contendo por dentro de chorar... um choro reprimido... escondido...
Assim ela chuta todos os sonhos, metas, planos para baixo da cama. E deixa o sono escorrer pela pia junto a sorrisos e medos, abraços e desejos... felicidades...
E assim se constrói a diferença entre sentir falta e sentir saudade... Saudade você sente de algo que irá voltar, e falta vc sente de algo que você não irá mais ter... por isso sinto sua falta... um pouco... a cada segundo...

_____________________



*Por Ana, em algum lugar, sentindo algum sentimento