leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

NAVEGANDO: GENTE - UMA NOVA ESCOLA


Dentro de pouco tempo, a cidade do Rio de Janeiro experimentará uma nova maneira de se educar com um tipo de escola inovador no país. A Escola Municipal André Urani, situada na Rocinha, será a primeira do país a implementar o projeto educacional chamado "Ginásio Experimental de Novas Tecnologias Educacionais  - GENTE"Esse modelo educacional foi inspirado em diversos outros já existentes em alguns países e tem como base cinco pilares.

O primeiro é a personalização do processo de aprendizagem, ou seja, a individualidade de cada aluno é respeitada e levada em consideração, o cronograma, o caminho e modo de buscar o conhecimento é pessoal. 

Segundo, o
sistema de avaliação não é baseado em notas e conteúdos, como na educação tradicional, e sim em competências.
O terceiro é a utilização de novas tecnologias para motivar e ampliar o interesse dos alunos. Quarto, os professores terão um novo papel e irão passar de transmissores de conhecimento para facilitadores, motivadores e modeladores da aprendizagem, que garantirá que todos os alunos estejam trabalhando e se desenvolvendo. E por último, a expansão do currículo, que vai além das habilidade cognitivas (relacionadas às matérias, ao raciocínio lógico), trazendo também habilidades sócio-emocionais, visando o desenvolvimento de talentos vinculados à inteligência emocional, criatividade, colaboração em grupos.

Nesse novo método não existe a divisão dos estudantes em séries, turmas ou salas. Eles são agrupados em pequenas equipes, denominados "famílias", com no máximo seis integrantes. Existem dois critérios para a formação desses grupos: um deles é a afinidade, a partir da escolha dos próprios membros, e outro é o diagnóstico de habilidades, ao qual os alunos serão submetidos no início do ano letivo.

Inicialmente a escola tem capacidade para atender 210 alunos do 7º ao 9º ano. E o governo prevê a criação de mais cinco novas instituições com a política do GENTE até 2014. Tanta coisa ruim vira moda, porque essa excelente ideia não pode ser também. Fica o exemplo a ser seguido por  outros municípios brasileiros.