leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

segunda-feira, 1 de abril de 2013

OFICINA DE ZINE NA I SEMANA DE ARTE URBANA EM UBERABA



Mais uma oficina para enriquecer de conteúdo a I SEMANA DE ARTE URBANA EM UBERABA

A oficina de Zine tem como objetivo principal apresentar e difundir essa cultura em nossa cidade. 

Além da Oficineira Thina Curtis - Santo Andre/SP, contaremos com a presença do pessoal do Páginas Vazias, que é um zine mineiro de muita qualidade e conteúdo que representa muito bem a cena local.

Fique atento e faça parte desse momento importante na cultura de nossa cidade!

Se você não sabe o que é um fanzine, dá uma conferida no texto abaixo.

Fanzine ou Zine, é uma abreviação de fanatic magazine, mais propriamente da aglutinação da última sílaba da palavra magazine (revista) com a sílaba inicial de fanatic. Fanzine é portanto, uma revista editada por um fan (fã, em português). Trata-se de uma publicação despretensiosa, eventualmente sofisticada no aspecto gráfico, dependendo do poder econômico do respectivo editor (faneditor). Engloba todo o tipo de temas, assumindo usualmente, mas não necessariamente, uma determinada postura política, com especial incidência em histórias em quadrinhos (banda desenhada), ficção científica, poesia, música, feminismo, vegetarianismo, veganismo, cinema, jogos de computador e Vídeo-games, em padrões experimentais.

Embora essa manifestação midiática seja comumente relacionada aos jovens, há produtores e leitores de fanzines em quase todas as faixas etárias.

Prova desta afirmação é a de que os primeiros fanzines europeus, especialmente franceses e portugueses, foram editados por adultos, dedicando-se ao estudo de história em quadrinhos (ou banda desenhada). A sua origem vai encontrar-se nos Estados Unidos em 1929. Seu uso foi marcante na Europa, especialmente na França, durante os movimentos de contra-cultura, de 1968. Os fanzines também são geralmente (de forma errônea) indicados como tendo aparecido no movimento punk, devido ao uso marcante de fanzines pelo movimento.

Graças a todos esses movimentos, os fanzines são uma ferramenta amplamente difundida de comunicação impressa de baixos custos. No Brasil, desde a década de 1980 até hoje, os "zines" se converteram no meio de veiculação de idéias mais usado por punks e anarquistas. Fanzines como qualidade profissional são chamados de "prozines".