leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

quarta-feira, 5 de junho de 2013

AS PIN UP'S - Divas da atualidade: Kell Kill Mendonza

 Foto por: Rick Antunes

Kell Kill tocou na banda Morffina em 1999 á 2003.
Gênero: Post Punk.
Vocalista 
A banda se iniciou em 1999, com o objetivo de fazer um som voltado ao pós punk europeu, mas com influências das principais bandas do gênero de Brasília da década de 80. Bandas que deram inspiração musical foram: Siouxsie and The Banshees, Bauhaus, The Cure, The Sisters of Mercy, 5 generais, Arte no Escuro, Escola de Escandalos, Finis Afriacae entre outras.Tocaram nos principais locais de Brasília como Gama, Taguatinga, Plano Pilotoe fora de Brasília tiveram a oportunidade de tocar em Goiânia saindo em até no jornal local da cidade.Em 2000 lançaram um CD-demo com o nome de Psycho-Demo

Em 2007 a 2009:
Tocou na banda Luiza Fria 
Gênero: Post Punk/Deathrock/Gótico/Dark Cabaret 
Vocalista
A banda nasceu , como um convite obsceno durante uma festa. Este pacto se espalhou e se entortou até o atual estágio de decomposição: Kell Kill (vocal), Moiirah (baixo/guitarra), Luc (baixo/guitarra), Felipe Rodríguez (bateria). Ao desenvolver o estilo, houve um entendimento por parte dos membros: Deathrock e Post Punk servem como principal influência em comum.Em termos de referência musical, há similaridades entre o trabalho de Luiza Fria e o de bandas tais quais 45 Grave, UK Decay, Bauhaus, Sex Gang Children, Virgin Prunes, Subtonix, Cinema Strange, Phantom Limbs, Crippled Ballerinas... Além de artistas como Edith Piaf e a satírica dupla interiorana dos anos 30, Alvarenga & Ranchinho.E como que em busca de uma resposta para a pergunta fundamental “Quem é Luiza”, o quinteto não tem pudores ao delirar em possíveis significados para o título que carrega, assim como estimular tal reflexão em conhecidos e desconhecidos. É com este mesmo espírito que a banda compõe seus absurdos – letras esdrúxulas e fantasiosas reveladas ao consciente e subconsciente alheio pelas vias musicais, visuais e performáticas. O mote: irreverência e esquisitice.No ano de nascimento, gravaram uma demo com o mesmo nome da banda.

Foto por: Lu Montesuma

Em 2010, formou-se Kell Kill & Los Zumborrachos
Gênero: Post Punk/Deathrock 
Vocalista
A banda Kell Kill & Los Zumborrachos, fizeram apenas 2 apresentações, uma em Taguatinga e a segunda em Minas Gerais (São Thomé das Letras) no Woodgothic Festival em 2011. Contaram com ajuda de músicos profissionais, como o Phélix da banda brasiliense 5 Generais e Ricardo Santos da banda paulistana The Downward Path.


Foto por: Rick Antunes

Desde Março de 2008 Kell Kill, Começou a atuar como Dj e como promotora de eventos em Brasília. Como Dj, tocou nos principais eventos do Brasil como:- Via Underground (São Paulo), Projeto Ferro Velho (São Paulo), Convenção das Bruxas (São Paulo), Alquimia Gothic Nights (São Paulo), Woodgothic Festival (Minas Gerais), Distopia Oitenta e Dois (Rio de Janeiro), Capim Pub (Goiânia) e no Projeto Sangria (Belo Horizonte).

Foto Por: Rick Antunes

Realiza o Lasciva Nociva que é um evento focado na sonoridade que vai desde o Post punk oitentista até o Industrial. Realizou também diversos eventos trazendo à Brasília djs e bandas importantes da cena underground nacional. Há 1 ano, ganhou espaço na rádio web com o programa que usa o mesmo nome de seu projeto. Todas as terças das 21:00 às 23:00 horas, sendo também transmitido para o jogo Second Life.


Foto por: Rafael Ohana

 Em 5 anos de carreira em produção independente já produziu e tocou em mais de 200 festas.Introduziu no Brasil, oficialmente e devidamente autorizado pelo fundador inglês Dj Cruel Britannia, no dia 22 de maio de 2012, o World Goth Day. No final de 2012 tocou em São Paulo em um evento Vampírico chamado Fangxtasy.Realizou o sonho de discotecar no casarão mais famoso do Brasil, o Madame (Satã) Underground Club.Ajudou na produção de um dos eventos realizados pelo poerão do Rock, março de 2013Foi convidada a Discotecar no lançamento oficial no Brasil do remake do Filme da década de 80 "Evil Dead" (A Morte de Demônio) em São Paulo.


  
Logo por: Rubens Snitram