leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

sexta-feira, 21 de junho de 2013

10ABAFOS


Preso ao chão, sou árvore.
Sem noção, sou frase.
Tudo passa se o vento bate.
Uma noite e um dia.
Se a solidão desafia,
não há mais que o sonhar.
Morto entre aspas.
Voltam palavras 
que choram caladas.
Pairam no ar.
Me encontro em silêncio.
Necessito voar.
Faltam-me asas.
Tentou-me o pensar.

Lucas Vieira