leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

domingo, 18 de agosto de 2013

ANDOVENDO FILME: BIUTIFUL


Ainda não tinha decidido qual filme eu assistiria esta semana, estava vendo TV quando passou a propaganda de "No Country for Old Men" (Onde os Fracos Não Têm Vez), lançado em 2007, com direção dos irmãos Coen e estrelado por Tommy Lee Jones, Josh Brolin e Javier Bardem, que inclusive ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante naquele ano, e não foi por menos, o cara fez por merecer, o assassino psicopata Anton Chigurh dava arrepios e assustava qualquer pessoa, até as mais equilibradas. Depois deste longa eu fiquei fã dos trabalhos de Bardem, cheguei a assistir outras produções nas quais ele estava no elenco e por fim, escolhi para compartilhar hoje uma delas que eu ainda não havia visto, "Biutiful".

O longa-metragem é dirigido por um dos mais conceituados e talentosos cineasta mexicano, Alejandro González Iñárritu, foi lançado em 2010 e indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Algumas pessoas acharam o filme um pouco confuso, mas pra mim foi bem tranquilo, a história é totalmente linear, quase não apresenta aquelas idas e vindas no tempo, nem movimentos de câmera que te deixem nauseado ou tonto. Há quem diga que esta é mais fraquinha de todas as produções do cara, outros alegam ser a melhor, ainda não conheço as demais, mas em breve poderei compartilhar minha opinião com vocês. 

A princípio a estória pode parecer mais um daqueles clichês tão utilizados no cinema, um homem descobre que tem câncer e resolve dar uma transformada em sua vida, se tornando uma pessoa melhor, mas trata-se de um filme mexicano e o drama não poderia ser tão "suave" e bonitinho assim.

A atuação de Javier Bardem é incontestável na pele do médium, contrabandista, agenciador de trabalho "escravo" e pai de dois filhos, chamado Uxbal, que vive a tristeza de esperar em silêncio seu fim já anunciado em meio a todos os problemas e as incertezas. 

Dizem que homem não chora, então eu só umidifiquei o globo ocular, mas "Biutiful" é belo, triste e emocionante. Recomendo muito.

Sinopse:

Catalunha. Uxbal (Javier Bardem) coordena vários negócios ilícitos, que incluem a venda de produtos nas ruas da cidade e a negociação do trabalho de um grupo de chineses, cujo custo é bem menor por não serem legalizados e viverem em condições precárias. Além disto, ele possui o dom de falar com os mortos e usa esta habilidade para cobrar das pessoas que desejam saber mais sobre seus entes que partiram há pouco tempo. Uxbal precisa conciliar sua agitada vida com o papel de pai de dois filhos, já que a mãe deles, Marambra (Maricel Álvarez), é instável. Até que, após sentir fortes dores por semanas, ele resolve ir ao hospital. Lá descobre que está com câncer e que tem poucos meses de vida.

v