leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

domingo, 11 de agosto de 2013

ANDOVENDO FILME: IRRÉVERSIBLE



Nestes últimos tempos, tenho conhecido alguns filmes que realmente causam um desconforto tremendo em nós espectadores, sejam pelas cenas fortes, pelas estórias marcantes, confusas ou outros motivos. 

Estava viajando pelo Facebook quando vi uma atualização de uma página especializada em cinema, 365 Filmes em 1 Ano, que destacava uma produção intitulada "Irreversível". Não havia nada de informação, apenas uma única frase: "Irreversível mesmo é o mal estar que este filme causa". E foi o suficiente para instigar minha curiosidade.


Já fui logo procurar alguma versão completa no Youtube, mas não achei nada, apenas um trailer, que não esclarecia muita coisa, mas continha a sinopse. Nem me preocupei em ler os comentários em nenhuma das páginas, porque se eu tivesse feito isso, com toda certeza compreenderia algumas sensações que tive enquanto assistia. Procurei algum site para download e coloquei para baixar. 

"Irréversible", título original, é um filme francês, lançado em 2002, escrito e dirigido pelo cineasta argentino Gaspar Noé. Foi considerado um dos longas mais controversos e perturbadores daquele ano, principalmente por duas cenas, o estupro mais realista já visto no cinema e um violento assassinato. 

A estória é narrada de trás pra frente, até mesmo os créditos, que costumam aparecer no final, são colocados no começo. Os giros de câmera, utilizados para separar cada cena, embrulham o estômago quase que imediatamente.

Superar a náusea e a confusão dos 15 primeiros minutos, é essencial para conseguir terminar de assisti-lo, pois depois a trama começa a ganhar mais sentido e o corpo já se acostumou com os rodopios. Mas não se anime, as duas cenas fortes ainda estão por vir. 



Confesso que não é uma estória envolvente, daquelas que te prende no sofá, pois a forma complexa com que os fatos são apresentados não te permite isso. Não é bonitinho, nem engraçadinho. Os especialistas em nomenclaturas chamam a obra de cinema arte. 

Não sei nem dizer a vocês se é um filme para reflexão, cada um vai extrair algo dele. Mas uma coisa eu compreendi, algumas situações na vida são irreversíveis, não adianta se esforçar, pois elas não irão mudar a realidade. 

Se tiver estômago, assista. Você vai encontrar alguns links para download aqui: Irréversible

Sinopse:

O filme narra, de trás para frente, a história de uma vingança. A primeira seqüência mostra dois amigos desesperados, Marcus (Vincent Cassel) e Pierre (Albert Dupontel), saindo pelo submundo de Paris à procura do homem que teria estuprado e espancado Alex (Monica Bellucci), a atual namorada de Marcus e ex-namorada de Pierre. Em seguida, a narrativa volta passo a passo no tempo para mostrar como Marcus e Pierre descobriram o nome do autor do crime, recuando até o próprio estupro e aos eventos que o antecederam.