leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

DUMP ROULETS

DUMP ROULETS

 
 

Quasimoto - Yessir Whatever

(E esse vai ser a resenha mais paga-pau de todas as internets.)

Madlib é supremo no hip hop. Ele e o MF Doom são os dois produtores mais interessantes atualmente, querendo ou não. A historia dele é tão grande quanto a quantidade de discos que ele lança todo ano com vários nomes diferentes, produzindo outros artistas, e assim vai. É um dos representantes mais ilustres da família Stones Throw, a quem esse que vos escreve já pagou um pau semana passada.  Quasimoto é um dos alter-egos do Madlib, e através dele o rapaz lançou outros dois discos fenomenais. Esse último parece ser a raspa do tacho de Lord Quas: outtakes e sobras de estúdio. No entanto estão longe de serem meros restos, meus amigos... O disco é fodíssimo.

Deixo para fins de ilustração uma foto com a resenha do disco pela Rolling Stone. Faltam estrelas para Madlib.




Shining - One One One

E para você que achou que o Dump Roulets estava indo demais pro lado escuro da pele, não vos preocupeis, irmãos no rolê. Mando agora um salve lá pros branquelos da gélida Noruega.

O Shining é uma banda de metal um tanto não-ortodoxa: mistura elementos de rock progressivo, música pop, eletrônica e experimentalismo (solos de saxofone ao invés de guitarras!) sob uma base metal que transita entre o heavy metal e o death metal, com vocais quase sempre guturais.

O disco passado (Blackjazz) já tinha chamado a atenção da crítica especializada, e nesse ano, com One One One eles acertam em cheio, soando bem pesado, moderno e ainda mais pop (até vocais meio nu-metal rolam), sem destoar dos demais elementos. Se com "the one inside" seu lado clubber não aflorar por debaixo das roupas pretas e da calça justa, just go metal somewhere else dude