leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

ANDOVENDO CURTA: O BOLO


O multipremiado curta-metragem "O BOLO" é um curta nacional que explora a comédia do cotidiano através de uma situação bem peculiar e divertida. 

Vencedor do prêmio de melhor curta-metragem nacional (júri popular) no 18º. FESTIVAL MIX BRASIL 2010, na mostra competitiva do CIRCUITO INFINITO BRAZILIAN FILM FESTIVAL 2011 (Nova York, Londres, Miami, Montevidéu e Buenos Aires), recebeu os prêmios de melhor filme (Júri Popular) em Nova York, Miami e Buenos Aires além de melhor direção de arte (MIAMI)

Esse curta me lembra um episódio muito engraçado da minha adolescência, mas isso é uma outra história... Dê o play.

Sinopse: "O BOLO" é uma COMÉDIA POP KITSCH CARIOCA, repleta de situações hilárias que ocorrem quando a doméstica evangélica Dirce (Fabíula Nascimento) come o bolo de aniversário de seu patrão, o artista libertário Cadu (Eriberto Leão) feito com hemp. Através das sensações provocadas pelo bolo "mágico", a sensualidade de Dirce, até então reprimida, aflora e ela se vê atraída pelo patrão bonitão. Mas ela não sabe que o seu patrão é gay e que o tal bolo de aniversário que Cadu ganhou de presente da amiga hippie chic Lili (Catarina Abdalla) é de hemp. Sem conseguir saciar seu desejo com o patrão, Dirce encontra no porteiro umbandista Agnaldo (Flavio Bauraqui) a oportunidade de realizar suas mais secretas fantasias sexuais. Foi dada a largada para os efeitos do "O BOLO" de cannabis fazer a doméstica Dirce pegar fogo!