leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

O FUTURO COMEÇA AGORA: BLOOM, UMA ESTRUTURA CAPAZ DE DESPOLUIR O AR E DESSALINIZAR A ÁGUA DO MAR


Uma das principais questões relacionadas ao meio ambiente na atualidade é o Aquecimento Global. Alguns estudiosos acreditam ser um ciclo natural do Planeta Terra, outros associam este processo às ações degradantes do homem, mais precisamente ao desmatamento e à grande quantidade dos gases poluentes lançados ao ar, que são responsáveis pelo Efeito Estufa

Com base nisso, a Universidade de Pelita Hurapan, na Indonésia, contratou o escritório francês de arquitetura e design, Sitbon Architectes, para desenvolver um projeto sustentável que conseguisse ao mesmo tempo atuar no tratamento do ar e da água.



A equipe francesa criou uma cápsula flutuante e parcialmente submersa que foi batizada de "Bloom". A estrutura possui uma estufa orgânica de despoluição do ar composta por fitoplânctons, que são microscópicos seres habitantes dos oceanos que retiram o Dióxido de Carbono da atmosfera e liberam grandes quantidades de Oxigênio durante seu processo de fotossíntese.

Além disso, ela possui um sistema capaz de tornar potável a água do mar,  por meio da dessalinização e do tratamento dos demais resíduos encontrados nos oceanos. 

E se já não bastasse, a "Bloom" ainda opera como um centro de análises meteorológicas, capaz de monitorar  a temperatura, a qualidade da água e alertar em caso de ocorrência ou aproximação de tsunamis ou outras catástrofes ambientais.


O projeto por si só já foi muito bem classificado em um dos principais prêmios de engenharia e arquitetura da Europa. E apesar de ter sido um trabalho encomendado, ainda não há previsões para a construção das primeiras cápsulas que ficarão no Oceano Índico.

Veja mais em: SITBON ARCHITECTES