leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

quarta-feira, 26 de março de 2014

10ABAFOS


Água, eu tive sede.
Não tive peixe e nem rede.
Tive fome, mesmo sem nome e um segredo.
Em uma intensa história, tive medo.

Sem tudo e sem nada.
O contexto do enredo era a batalha.
Vida e morte retorcidas num espelho, como atalho.
Frases escondidas e um coringa sem baralho.

Relatos malditos, poetas do lixo.
Maus-tratos, reflexos de escombros.
Abismos criados, atos falhos.
Retratos.


Lucas Vieira