leia mais...

POEZINE-SE II

Neste segundo volume, o Poezine-se tem a honra de trazer os textos da uberabense e poetisa Jamila Costa. 

quarta-feira, 16 de abril de 2014

RECOMENDO: LIVRO CRIMES EM VERMELHO DO ESCRITOR MINEIRO AÍRTON DE SOUZA



''Crimes em vermelho é uma narrativa que praticamente exigiu ser escrita, quando concluímos as filmagens de Tarde de autógrafos. Havia sempre as perguntas sobre a origem daquelas personagens, como elas tinham se formado e o que poderiam fazer se tivessem outras alternativas. Assim, foi-lhes dada a chance de se manifestar e o texto foi crescendo até a forma que apresentamos ao público. É o resultado de todas as perguntas que foram feitas e até um pouco mais, quando mergulhamos no interior daquelas almas que, às vezes, temos a impressão de não saber o que fazem no mundo. Mas, ao final, percebemos que cada uma tem o seu lugar, seu valor e, por que não, sua função. E aí está uma história cheia de intrigas e tipos inesquecíveis. Divirtam-se, caso isso seja possível, pois ela foi escrita para vocês.''  

Aírton De Souza 

Sinopse

Todas as vidas, por mais simples que possam parecer, guardam segredos e, invariavelmente, eles são a causa de todas as mortes. O que existe em comum entre obras de arte, dois corpos mutilados em forma de cruz e um líquido vermelho? Aparentemente nada os liga, exceto aquilo que se encontra no passado obscuro, nas profundezas da alma. E é esse quadro de destruição e morte que encontram o investigador Ulisses e o misterioso Dr. Foster, um psiquiatra forense que almeja ser uma estrela da literatura. Eles devem encontrar o autor dessas atrocidades, isso se ele não os encontrar antes. Crimes em vermelho é a saga desses dois homens que buscam respostas para tantas perguntas, além de se depararem com tantas surpresas e reviravoltas inesperadas ao longo de sua insólita aventura.


Sobre o autorNascido no interior de Minas Gerais, numa pequena cidade rodeada de montanhas as quais jurava esconder mistérios que um dia seriam revelados. Isso ainda não aconteceu, pois as montanhas continuam no seu silêncio profundo e o escritor, esperando pelos seus segredos. Cursou Letras Clássicas, sendo professor de Literatura e, ao longo dos anos, falou muito para aqueles que queriam ouvir pouco. Até que decidiu deixar de falar e pôs-se a escrever. Publicou um pequeno romance para adolescentes, Júlia e Jim, roteiro para curta-metragem, Tarde de autógrafos, até se dispor a narrativas mais longas. No fim de 2012, formou-se jornalista e exercitou papel de crítico, escrevendo sobre cinema. Atualmente dedica-se aos livros. Continua morando numa cidade no interior de Minas, num condomínio fechado, de casas iguais, mas de pessoas tão diferentes. Isso é o que mais lhe encanta. Fazem-lhe companhia um cadela de raça indefinida e sua filha, que já partiu tantas vezes, mas sempre retorna com seu largo sorriso. 

para fazer o download da obra: